transamericasjn.com.br
Principal   A Rádio   Programas   Promoções   peça a sua música   Setor comercial   Fale Conosco  
   


Assinar Mural Recados: 3515
De: ouvinte   Para: Marcelinho ou Irio
Mensagem: gostaria de saber a resposta dada a Dna. Isabel no dia 03.08 quanto aos detentos estarem trabalhando nas escolas?
Data: 31/08/2010 às 09:28:25
De: Fabricio Florentino   Para: Marcelinho
Mensagem: Bom dia, parabens pelo sucesso do program, semprecom temas atuais, por isso faço uma humilde solicitação, para que se abra um espaço no programa para o tema: Acessibilidade de portadores de necessidades fisicas (cadeirantes) a todos os lugares.Por exemplo, discutir sobre a existencia de vagas para estacionamento e como esse ocondutor pode requerer a pemissão para tal.Obrigado
Data: 30/08/2010 às 10:55:05
De: amante da verdade   Para: marcelinho
Mensagem: E atraves de pessoas como você que problemas sao sanados ou tendem ser e a honestidade e etica prevalecer...!
Data: 30/08/2010 às 10:11:08
De: Filipe Teixeira Motta   Para: Rádio Transamérica
Mensagem: À rádio Transamérica de São João Nepomuceno,

Envio este e-mail no sentido de prestar esclarecimentos sobre algumas criticas de minha conduta profissional e até pessoal veiculadas pela rádio nesta última semana. Como a audiência do programa é grande, os radialistas do programa Radar devem imaginar a repercussão no meu ambiente de trabalho, no bairro e até mesmo nas cidades vizinhas. Devem entender também como se sente um profissional que, como muitos, se esforçou para concluir uma faculdade e que agora se vê diante de questões que envolvem sua competência para o trabalho e sua dignidade como pessoa.

Inicio, para melhor compreensão, falando da dinâmica dos serviços numa equipe do Programa Saúde da Família, que tem suas particularidades. O programa que começou no ano de 1994 veio para mudar o paradigma de atenção à saúde das pessoas. Tem como principal objetivo a promoção da saúde e a prevenção de doenças, o controle de patologias crônicas como o diabetes e a hipertensão arterial e o cuidado de grupos específicos como as crianças menores de 2 anos na puericultura e as gestantes no pré-natal. Para um atendimento de qualidade é preciso, para tantas funções para que se propõe e pela sobrecarga imposta pelo número de cadastrados, muito acima da capacidade da equipe, chegando hoje a 4500 pessoas, um mínimo de planejamento e organização.

Sobre este planejamento é que falo agora: em virtude de inúmeras pessoas recorrerem ao posto de saúde por vários motivos, existem condutas padronizadas que direcionam nossas atitudes. Boa parte da população as compreende, entretanto, poucos criam grande polêmica daquilo que foi feito. Assim, quando chega alguém solicitando uma cartela de antibiótico, esta é orientada, e, logicamente, o medicamento não pode ser dispensado sem receita médica que comprove sua prescrição por pessoal capacitado. Quando chega alguém exigindo uma consulta quando a médica tem outra ocupação, o paciente é avaliado geralmente pela enfermagem e, a depender de cada caso, específico, a pessoa pode ser atendida pela médica, orientada a retornar em outro horário ou dia ou ser encaminhada a um pronto-atendimento. Ressalto que as equipes de PSF não têm como atender demanda de urgência, visto que não têm condições técnicas para atendê-las e seus objetivos, definidos pelo ministério da saúde, são outros como já dito. Desta maneira, ao chegar alguém agudamente doente, ele passaria por uma triagem e, em se tratando de algo que o incomode muito ou comprometa seu estado geral, passaria por atendimento médico na unidade do PSF. Se, no entanto, existem maiores riscos à vida do paciente, ele será encaminhado ao pronto-atendimento para as devidas providências. Compreendida desta maneira as funções de cada um, uma pessoa que, por exemplo, reclama que sua mãe não foi atendida no PSF e que logo em seguida vai ao pronto-socorro e é internada, de maneira nenhuma, isso depõe contra a conduta do PSF, já que casos extremos e graves como estes devem ser tratados exatamente em atenção secundária como prontos-socorros e hospitais e não em atenção primária (PSF).

Dito isso, falemos especificamente sobre o que foi relatado sobre mim ao vivo na rádio.
Primeiro, uma usuária moradora do bairro, gestante, que alegou descaso de minha parte em seu atendimento. Digo que essa mesma gestante que agora nos critica, foi, por várias vezes convidada a fazer o pré-natal em nossa unidade do PSF, o que nunca aceitou, deixando inclusive de tomar dose da vacina H1N1. Suas críticas são, por isso, infundadas. O posto faz sim o seu trabalho. O que não podemos fazer, para do contrário haver prejuízo com relação ao planejamento e atendimento de outras pessoas, é atender as pessoas na hora que elas bem entenderem e por motivos que julgamos, após conversa e triagem, poderem esperar.

Segundo, falo de reclamações por parte de funcionários. Bom, acredito ser esse uma questão para ser tratada internamente, mas adianto que não conseguiria trabalhar e não trabalharia bem juntamente com alguém que boicote o trabalho de toda uma equipe e ainda tenta quebrar uma hierarquia, que existe em todos os campos e setores, desde uma rádio até um posto de saúde de uma prefeitura.

Finalizand  o, sobre os fatos de uma família, onde uma criança não teria recebido atendimento. Com relação a este fato, tive conhecimento apenas bem depois do ocorrido, já que estava em período de férias. Passados alguns dias, entretanto, conversei com a avó da criança que me mostrou sua visão do ocorrido. Naquela ocasião, lamentei com ela o mal entendido e me coloquei à disposição para futuros atendimentos, impedindo o seu intento de, naquele momento, retirar o cadastro da criança do PSF, impedindo consultas posteriores.

Termino, afirmando que sempre haverá em um ocorrido no mínimo 2 pontos de vista. Afirmo também que em meu trabalho sempre me esmerei para fazer o melhor para todos, reconhecendo como muito delicado e importante o assunto “saúde”. É papel da imprensa mostrar os 2 ou mais pontos de vista e, sobretudo, ter o cuidado de avaliar o impacto na vida de um cidadão algumas questões divulgadas em nível regional, que não se sustentam nem mesmo internamente, onde outros trabalhadores, de forma testemunhal, podem comprovar o contrário. Gostaria, por isso, que tal e-mail, assim como foi feito, tivesse o mesmo espaço que a fala de outros iguais cidadãos são-joanenses, e digo que, se optei por me manifestar de forma escrita, é porque acredito que seria a melhor e mais respeitosa forma de fazê-lo.

Grato.

São João Nepomuceno, 27/08/2010

Filipe Teixeira Motta - enfermeiro do PSF Santa Rita
Data: 27/08/2010 às 19:04:24
De: Guga   Para: marcelinho
Mensagem: Marcelinho, parabéns pelo programa ! Observe que na maioria das vezes a reclamação vai em cima do funcionario mais bem remunerado(o famoso cargo de conmfiança) coloca-se como proprio nome diz atender a confiança do politico, ganham muito mais, atrapalham as expectativas de melhora dos funcionarios concursados, porque aqui não se tem cargos e salarios e na maioria das vezes, não sabem nada porque só tem teoria e não tem pratica e ainda denigrem o funcionalismo pela opinião do contribuinte que não sabe quem é quem ? O promotor de justiça exonerou 15 pessoas não concursadas, o presidente da camara vai substituir o3vagas, deveria repensar porque se não acontece o que vcs estão vendo! Não afirmo com certeza, mas sem saber aposto que o enfermeiro citado é cargo de confiança!
Data: 27/08/2010 às 11:18:41
De: Anônimo   Para: Marcelinho
Mensagem: Não se deixe iludir com o relato da Rosimar, por mais que o Felipe pereça estar errado (ele se defenderá das acusações) a Rosimar
exagera em seus comentários.
Por favor Rosimar, menos...bem menos..
Data: 27/08/2010 às 10:39:01
De: Rosimar   Para: Marcelinho
Mensagem: Bom dia!Como funcionária da UBS,sinto muito hein relatar que todas essas pessoas que participaram do seu programa estão cobertos de razão.Eu estou nessa unidade,a meu pedido por ter me mudado recentemente para as proximidades da UBS..Pois resido hj no morro do Marimbondos,após 22 anos de serviços prestados a Prefeitura Municipal e a comunidade São Joanense,tive a infelicidade,de cruzar no meu caminho o Ilmo enfermeiro Felipe Mota.Pois após anos e anos de serviços prestados com dedicação e responsabilidade,fui chamada de incopetente e ouvir de sua boca que não estou apta para exercer minha função.
Tive o prazer de trabalhar com a Drª.Olga de onde tive carta branca para agir,como trabalhei diretamente com os Ilmos vereadores Biel e Sebastião que a mim só tinham elogios e confiança.Sempre respeitei e procurei ajudar os meus usuários com amor e respeito,pois sei que quando chegam na unidade chegam com problemas e sem saber se vão encontrar remédios e se vão ter dinheiro pra comprar,e muitas vezes ficam perdidos por serem negadas informações,coisas simples que é da obrigação do funcionalismo.Sei tbm que a Drª.Edmea não sabe de td que se passa,pois se soubesse de td já teria tomado providÊncias.Sou hipertensa e me foi negado o direito de tomar diurético,pq não posso ir ao banheiro durante o expediente,isso prova o motivo de atestados que tenho na Prefeitura,minha folha de ponto é cortada constantemente a minha e de todos os outros funcionários.Peço perdão a algum usuário se por ventura por mim foi mal atentdido,pois todos funcionários trabalham sobre o regime de tensão,medo e stress não dando conta de ter magoado alguém pois vivemos e trabalhamos sem compreensão e dignidade.Não sei o que vai acontecer comigo após esse desabafo,mas tenho Deus em meu coração e ele sabe que eu preciso trabalhar pq tenho 1 filha deficiente que conta com meu trabalho para nossa sobrevivência.Obrigada!E mais 1 vez Bom Dia!Abraçoos.
Ass: Rosimar Aparecida de Castro Santos.
Data: 26/08/2010 às 12:01:26
De: Nilson Baptista   Para: Marcelinho e equipe do programa Radar
Mensagem: Bom dia, vocês receberam meu recado solicitando uma entrevista para o Dia Municipal da Pessoa com Deficiência,1 de setembro?Abraços a todos.
Data: 24/08/2010 às 09:12:01
De: SEBASTIAO BARBOSA ( VEREADOR)   Para: PROGRAMA RADAR
Mensagem: GOSIA DE PARABENIZAR A CREDIMATA PELA BELA INICIATIVA .E DE CERTA FORMA
ME SINTO ENVOLVIDO NESTE EVENTO, UMA VEZ QUE TIVE A OPORTUNIDADE E O PRAZER DE PARTICIPAR DESTA GRANDE ORGANIZAÇÃO QUE TANTO AUXILIA O PRODUTOR RURAL.
Data: 18/08/2010 às 11:41:07
De: Maria   Para: Emerson
Mensagem: Parabéns pelo programa favor perguntar ao capitão Parreiras o custo deste curso e onde se faz também o curso ? Periodo de Duração do Curso ? Se acessivél a qualquer cidadão ? Grata !
Data: 16/08/2010 às 12:11:53
De: Vereador Edison   Para: Radar
Mensagem: Bom dia Renomados e conpetentes profissionais do Rádio Emerson e Fernando, bom dia Excelentíssimo Senhor Presidente da Camara de Vereadores Sebastião Barbosa, não poderia deixar de registrar e parabenizá -lo pela condução dos trabalhos frente a camara e na oportunidade ressalto as verbas que tem conseguido para São João, tenho por certo que com sua gama de conhecimentos tem contribuido muito para o meu crescimento naquela casa.
Data: 12/08/2010 às 11:46:24
De: Ouvinte   Para: Radar
Mensagem: Sebastião Cri - Cri

Como presidente tem como traçar perfil de cada vereador.
Data: 12/08/2010 às 11:05:46
De: sebastião   Para: Marcelinho
Mensagem: Marcelinho parabéns pelo programa sempre esclarecendo a todos as duvidas e contribuindo sempre para o social ! Peço-lhe o favor de perguntar aos entrevistados o seguinte: Trabalho á noite num setor publico, forneciam janta, agora parou de fornecer e não permitem que se vá jantar fora do estabelecimento, no caso de insistência o encarregado disse que descontará o dia! Não se paga extra nehnum por causa disso! ( Regime Horario de 12/36) Eu pergunto pode descontar o dia? Isto é permitido ? Caso não seja qual a orientação para que se resolva este impasse? Eu estou pedindo estes esclarecimentos porque em todeos os outros locais que tem o mesmo tipo de serviço fornecem a refeição, inclusive neste nosso setor durante o dia também fornecem a refeição não entendo porque não fornecem só para nosso setor á noite ! Desde já grato pelos esclarecimentos !
Data: 11/08/2010 às 10:58:48
De: Marcela Andrade   Para: Marcelinho
Mensagem: O PERIGO NAS RUAS
Bom dia Marcelinho
Gostaria que você falasse no ar sobre os adolescentes que estão usando o asfalto da Rua dos Henriques para descer de SKEITE.
Eles começam lá em cima no antigo Posto Garoupa e vão até na Madeireira São João.
Recentemente tivemos a morte do Rafael Guimarães, filho da Cissa Guimarães, que foi atropelado por um veículo sendo que o túnel onde ele andava estava impedido.
No caso de nossa cidade, o trânsito na Rua dos Henriques é muito grande, e esses garotos podem uma hora complicar a vida de um motorista inocente no caso de um atropelamento.
Gostaria que a Polícia Militar tomasse providências e não deixasse eles praticarem esse esporte ali na rua, pois, lá na Avenida Carlos Alves, tem uma pista própria para isso.
Onde estão os Pais desses adolescentes?
Um grande abraço a todos.
Marcela
Data: 09/08/2010 às 12:08:36
De: simone   Para: marcelo
Mensagem: Vc está falando da Dengue perto de minha casa tem um monte de lixo saido do quintal de um casa tem mais de mes e o caminhão de coleta ñ passou. Aquela coleta q tinha acabou???
Procure saber para mim. Obrigada Estou na escuta.
Data: 09/08/2010 às 11:03:12
De: Rita do caxangá   Para: Emerson
Mensagem: todos aqui em casa te adora,vc é muito gente boa.familia MATIAS MELO.
Data: 07/08/2010 às 16:32:08
De: mariza   Para: marcelinho
Mensagem: olá bom dia pra todos, gostaria de saber da luzia porque que o cras não está ajudando ninguém que vai lá, precisando de uma ajuda a não ser aqueles que já são beneficiados. obrigado e fica com Deus
Data: 05/08/2010 às 11:46:05
De: Onofre "Children"   Para: Bancada da Transamerica
Mensagem: Bom dia Marcelo, Gostaria de parabenizar pelo programa. e fazer uma pergunta aos convidados: com a descrença dos brasileiros em relação ao cumprimento de leis. eu acho que isso é só mais uma jogada de marketing da CBF para o mundial de 2014 o que eles acham? Estive em Santa Catarina e lá eles zombavam da Lei seca dizendo que ela só era valida para o sudeste onde os indices eram mais elevados. obrigado.
Data: 04/08/2010 às 11:52:00
De: Luis Freitas   Para: Marcelinho - ATENÇÃO LEIA POR FAVOR
Mensagem: Parabéns pelo programa sempre abordando temas artuais ! Queria fazer uma pergunta aos entrevistados em relação aos Juizes principalmente juizes brasileiros até aptou bem na ultima copa do mundo, mas foram alvo de critica pela imprensa inglesa! Principalmente o botafogo tem sofrido muito com arbitragem está previsto alguma mudança para melhorar a arbitragem, para dar credibilidade na arbitragem brasileira para copa de 2014 ? Abraços a Todos ?
Data: 04/08/2010 às 11:49:45
De: Tony   Para: marcelinho
Mensagem: No dia de ontem, penei nesta cidade em busca de um Médico Ortopedista pois minha filhinha estava com fratura no ombro. Para minha decepção, não consegui o milagre de encontrar os devidos especialistas na cidade. Então o que fazer?. Liguei para a cidade de Bicas (mais próxima) e lá também não havia este especialista. A dor que a minha filhinha sentia já estava aumentando cada vez mais. Então, já tarde da noite, procurei um Médico Cirurgião aqui em São João o qual com muita competência, resolveu o problema (mesmo não sendo a sua especialidade). Agora eu pergunto: De que adianta procurar a Sra. Secretária Municipal de Saúde e o Sr. Diretor da Policlínica já que esta cidade carece de Médicos especialistas em várias áreas?.
A população precisa com urgência de respostas para os seus anseios , principalmente quando o assunto é saúde pública. Acredito que os Srs. Vereadores tem o dever também de procurar dentro do que lhes é possível e de direito, uma solução para estes problemas. A minha filhinha, não é nenhum tipo de bibelô para ficar de um lado para o outro sentindo dores. Se eu pago os meus impostos, tenho o direito de reclamar não é mesmo?. Afinal de contas, o salários de "alguns",também sai do meu bolso.
Data: 04/08/2010 às 10:09:10
« Anterior | 1|2|3|4|5|6|7|8|9|10|11|12|13|14|15|16|17|18|19|20|21|22|23|24|25|26|27|28|29|30|31|32|33|34|35|36|37|38|39|40|41|42|43|44|45|46|47|48|49|50|51|52|53|54|55|56|57|58|59|60|61|62|63|64|65|66|67|68|69|70|71|72|73|74|75|76|77|78|79|80|81|82|83|84|85|86|87|88|89|90|91|92|93|94|95|96|97|98|99|100|101|102|103|104|105|106|107|108|109|110|111|112|113|114|115|116|117|118|119|120|121|122|123|124|125|126|127|128|129|130|131|132|133|134|135|136|137|138|139|140|141|142|143|144|145|146|147|148|149|150|151|152|153|154|155|156|157|158|159|160|161|162|163|164|165|166|167|168|169|170|171|172|173|174|175|176|  Próxima »


 
© 2008 Copyright - www.transamericasjn.com.br - Todos os Direitos Reservados // Brunno Rigolon